BISPO DELFINO CONFERENCISTA ( 077) 91484563 

HOME



O DINHEIRO É UMA BÊNÇÃO MAS ELE PRECISA TOCAR EM 3 LUGARES: NA SUA VIDA, NA CASA DE DEUS E EM OUTRAS VIDAS. VOCÊ SE CONSIDERA UMA PESSOA PRÓSPERA? Gideão e os trezentos valentes Homem de fé, homem de coragem, o quinto juiz de Israel, chamado herói da fé pela Palavra, Gideão lutou contra a idolatria. O povo trouxe para sua vida grandes sofrimentos por ter se desviado, e passado a adorar o “deus” Baal. Foi explorado pelos midianitas durante sete anos! Os midianitas formavam um povo tão grande, que era impossível contá-los! A Bíblia diz que eram tantos quanto gafanhotos em multidão, e seus camelos eram incontáveis como a areia da praia. E os midianitas, e amalequitas, e todos os filhos do Oriente jaziam no vale como gafanhotos em multidão; e eram inumeráveis os seus camelos, como a areia que há na praia do mar em multidão (Juízes 7:12) Deus levantou Gideão como libertador dos israelitas, porque estes se arrependeram e clamaram a Deus. Deus então respondeu-lhes mandando Gideão. Este grande homem de coragem reuniu trinta e dois mil (32.000!) israelitas! O Senhor determinou que os covardes e medrosos deveriam voltar, ao que voltaram vinte e dois mil (22.000 retrocederam, vejam só!...)! Sobraram neste instante dez mil israelitas, (10.000!) com o coração duro e incrédulo. Agora, pois, apre goa aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for covarde e medro so, que volte e vá-se apressadamente das montanhas de Gilea de. Então, voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram (Juízes 7:3). Deus determinou a Gideão outro teste com os dez mil israelitas restantes: determinou que Gideão os levasse ao rio Jordão com o sol muito quente, para que a sede que lhes ressecava a boca, fosse-lhes saciada. Os que tomassem da água serenamente, com calma, sem pressa, seriam separados. Os que bebessem apressada e desordenadamente, mostrariam medo e covardia, não devendo prosseguir porque nesse horário, além do sol quente, era o momento dos inimigos midianitas com seu exército gigantesco, também beberem água e darem aos animais. A covardia, a fraqueza, o desânimo, o medo, reduziram os dez mil homens, a trezentos valentes (300!...). E disse o Senhor a Gideão: Ainda muito povo há; faze-os descer às águas, e ali os provarei; e será que aquele de que eu te disser: Este irá contigo, esse contigo irá; porém todo aquele de que eu te disser: Este não irá contigo, esse não irá. E fez descer o povo às águas. Então, o Senhor disse a Gideão: Qualquer que lamber as águas com a sua língua, como as lambe o cão, esse porás à parte; como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber. E foi o número dos que lamberam, levando a mão à boca, trezentos homens; e todo o resto do povo se abaixou de joelhos a beber as águas (Juízes 7:4 ao 6). De trinta e dois milhares (32.000), a três centenas (300) de homens! Observe o quanto foi reduzido! Muitos desejam vencer, mas poucos se empenham. O medo é sinônimo de incredulidade. Quem crê, não tem medo. Os acomodados e conformados jamais atingirão seus objetivos. Os inconformados com o fracasso e que não se acomodam, estes sim atingirão o alvo. São poucos os vencedores, porque são poucos os valentes, que nada temem, mas confiam praticando a fé no Senhor Jesus. Valentes conquistam porque nada temem. Covardes nada conquistam e jamais herdarão o Reino dos Céus. São derrotados na terra e serão também na eternidade. Gideão pôde montar assim, um diminuto exército – em termos numéricos – de homens corajosos, intrépidos, fortes, destemidos e valentes guerreiros! E nosso herói da fé, partiu com seus trezentos homens, ao encontro dos inumeráveis midianitas! Direcionados por Deus, partiram com tochas nas mãos em plena noite escura, e ao toque incessante de buzinas. Todos dormiam! Acordando sobressaltados, desorientados, sem enxergar – a noite era como um breu – os midianitas atacaram-se mutuamente, matando-se uns aos outros. Glórias ao Senhor foram dadas pela manifestação do Seu poder na vida do Seu povo! Grande vitória! Se não bastasse derrotá-los, toda riqueza dos midianitas alí então desapropriada, passou a ser dos israelitas: camelos, cavalos, ouro, prata, todos os tesouros. A riqueza do ímpio passou para a mão do justo. O homem de bem deixa uma herança aos filhos de seus filhos, mas a riqueza do pecador é depositada para o justo (Provérbios 13:22). Grande vitória, porque Gideão olhou para a Promessa do Senhor, que lhes garantiu a vitória. Fez uso da fé! Confiou! Não olhou para as circunstâncias. Usou a fé como arma! Não olhou para a multidão incontável de midianitas. Olhou para o Deus onipresente, onisciente e onipotente! O Deus infalível! Vencem como Gideão, os que confiam, os que n’Ele descansam, os que n’Ele esperam! Vencem como Gideão os que perseveram, os que lutam, os que não andam por vista, os que não param no meio do caminho, os que não se detém por causa das circunstâncias, se intimidando. Vencem como Gideão, os imbatíveis, os que não esmorecem, os ilimitados, corajosos, ousados, os destemidos! O princípio da sabedoria é temer a Deus! Ser inteligente é caminhar por fé! O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre (Salmos 111: 10). Por intermédio da fé, Gideão e seus trezentos valentes venceram a guerra e obtiveram grandes conquistas. Possuíram a vitória. O Deus de Gideão continua o mesmo, bastando praticar a fé e grandes serão as conquistas! Vencem os que não olham para as circunstâncias ou para as situações, mas acreditam sempre! Vencem os que não olham para a força dos inimigos, e nem se distraem com as astúcias e ciladas malignas, mas os que olham para o poder transformador do Autor e Consumador da nossa fé, nosso Senhor Jesus! Vamos sempre em frente e não nos conformemos com a derrota. Não importa o tamanho ou a gravidade do problema. Deus é maior que qualquer problema! Seja qual for o seu midianita, pratique a fé como Gideão e seus trezentos valentes. Com certeza, vencerá todos os obstáculos. Vá em frente! O Senhor pelejará por você! A fé é a loucura do vencedor. Isto é ser racional! Isto é ser inteligente! Deus é com você, e o impossível é você não ser abençoado. Acredite! Como foi com Gideão e o trezentos valentes na peleja, certamente será com você, hoje, e sempre. Acredite, porque o Senhor não falha! Deus é com os valentes!